Início Entretenimento Ressaca do Vitrola

Ressaca do Vitrola

11
0

Para o baiano a palavra “ressaca” significa o estado fisiológico de quem exagerou no consumo de substâncias carnavalescas. É aquela sensação que se tem na quarta-feira de cinzas, que se assevera dias depois quando bate a síndrome de abstinência pelos dias curtidos. Mas agora os teus problemas acabaram! Cientistas alertam que para se ver livre da ressaca; o melhor é manter a vitrola ligada. E o Vitrola Baiana deixou todo mundo ligado na última sexta-feira (28/02) na Ressaca da Pedro, que lotou os dois níveis do Largo Pedro Archanjo com o melhor groove do Carnaval baiano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A posologia é simples: comece com uma colher de chá de DJ Kioma, que reservou uma setlist “de responsa” para baixar os calafrios de uma galera ainda febril na abertura da Ressaca da Pedro.Depois aumente a dose injetando o Vitrola Baiana diretamente na veia. Pode até parecer que o paciente está morrendo, tamanha são as convulsões, mas é a galera se acabando na pista ao som de “Ouro Pouco” e “Deus lhe Pague” . E o Pelourinho balançou o esqueleto com a Pantera Cor de Rosa morando num Trio Elétrico pra fazer um Pagode Filosófico. Peraê! o paciente ainda delira. É melhor aumentar a dose!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Corações Foliões estavam do jeito que o baiano gosta, quando me sobe uma argentina com um trombone de vara tocando reggae! Não era alucinação; era a cantora Pali que levantou Bob Marley do túmulo em um dueto maravilhoso de “Get Up Stand Up”, com o Vitrola Baiana. Pausa pra mandar Bolsonaro tomar a devida consciência democrática e o Vitrola Baiana inventa a “Roda de Groove”, ao som de Tropicália e Refazenda (Caetano e Gil), Pombo Sujo e Megalodom. “Obrigado Pelourinho, por dar espaço a música autoral. Não vão censurar a arte!”, grita Guga, que termina a ressaca com Odara: Pra ficar tudo jóia rara!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficha:
O quê:Ressaca da Pedro, com Vitrola Baiana
Quando: Sexta-feira (28/02), a partir das 20h
Onde: Largo Pedro Archanjo (Pelourinho)
Quanto: Entrada gratuita