Início Noticias Água de barragem rompida não atinge Itambé, mas alerta permanece

Água de barragem rompida não atinge Itambé, mas alerta permanece

71
0
Pouco mais de 14 horas após o rompimento da barragem de Iguá, a cidade de Itambé, no sudoeste da Bahia, não foi atingida pela água. Na noite deste sábado (25), a prefeitura local chegou a emitir aviso para o risco de enxurrada. O prefeito Candinho Araújo (PSD), no entanto, afirma que o alerta permanece. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Itambé (@prefeituraitambe) A gravidade do rompimento da barragem foi amenizada em Itambé, até então, por uma questão geográfica. 
O grande volume de água cursou para o Rio Pardo, que margeia a cidade, mas é mais largo e tem menos moradores nas bordas.
Fruto de maior preocupação, o Rio Verruga tem margens mais estreitas e população ribeirinha maior. Só na beira do afluente, cerca de 40 casas desabaram e 200 famílias ficaram desabrigadas, segundo a prefeitura.  

Centenas de famílias ficaram desabrigadas após o Rio Verruga transbordar a atingir casas em Itambé

|  Foto: Prefeitura de Itambé

  De acordo com o prefeito, a estimativa é que 1.025 pessoas estejam desalojadas, o que corresponde a aproximadamente 5% da população itambeense.
“Muitas pessoas saíram só com a roupa do corpo. Perderam tudo e ainda a casa. Vão ter que recomeçar do zero”, lamentou Candinho em entrevista, por telefone, ao Portal A Tarde.
Outra barragem
Além do alerta quanto a Iguá, o município de Itambé mantém preocupação com outra barragem: a da Fazenda Beija-Flor, de propriedade do ex-governador da Bahia e atual prefeito de Guanambi, Nilo Coelho (DEM), que nos últimos dias também entrou em estado de ameaça de rompimento.