Início Noticias Filho de servidor morto por PMs volta a questionar ação

Filho de servidor morto por PMs volta a questionar ação

46
0
O lutador de MMA Antônio
“Malvado” Trocoli voltou a se manifestar neste domingo, 19, sobre a
morte do pai dele, o servidor público Antonio José Trocoli da Silveira, de 56
anos,  durante uma abordagem de policiais
militares na Avenida Garibaldi, na noite de quarta-feira, 15.
“Podem ter a certeza que a vida
não é nada, e eu estou aqui para morrer como meu pai morreu, mas não vou
abaixar a minha cabeça para nenhum de vocês. Vocês mataram um cara bom, e isso
não vai ficar assim”, afirmou o lutador pelas redes sociais.
Na sexta-feira, o Ministério Público
da Bahia (MPBA) instaurou inquérito para apurar a morte do servidor.O  procedimento está a cargo da  promotora Isabel Adelaide, do Núcleo do Júri.
Na segunda-feira, 20, a promotora estará na corregedoria da PM para acompanhar
o Inquérito Policial Militar (IPM).
O corpo de Antonio José foi velado no
final da manhã desta sexta-feira, 17, e o sepultamento aconteceu às 15h, no
Cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana.
Antonio deixou esposa e quatro
filhos, um deles é o lutador de MMA Antônio “Malvado” Trocoli, que
questionou a versão da PM. Segundo policiais, o servidor teria sacado um
simulacro de arma durante ação dos agentes