Início Noticias Rodrigo Maia chama Queiroga de “assassino” e pede interdição

Rodrigo Maia chama Queiroga de “assassino” e pede interdição

60
0
A decisão do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de impor dificuldades para vacinação de crianças no Brasil, mesmo com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o tornou alvo de críticas. Após Lula compará-lo a um personagem biblíco que matou crianças, o ministro foi chamado de “assassino” pelo ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “Esse ministro assassino deveria ser interditado pelo STF. É urgente”, escreveu no Twitter Maia, que é deputado federal licenciado e atual secretário estadual de Projetos e Ações Estratégicas do governo João Doria em São Paulo.A postura de Queiroga segue a do presidente Jair Bolsonaro. Eles defendem a vacinação de criança de 5 a 11 anos somente com prescrição médica. Nesta sexta-feira, 24, o governo federal lançou uma consulta pública sobre o assunto, etapa inédita e que na opinião de especialistas vai atrasar ainda mais a imunização infantil.Na última quinta-feira, 23, o ministro disse que mortes de crianças por Covid-19 não estão em um patamar que “implica em decisões emergenciais”. No entanto, dados até 29 de novembro indicam que 558 crianças de 5 a 11 anos morreram de covid-19 no Brasil. Foram 297 mortes notificadas em 2020 e mais 261 reportadas até agora em 2021. Os números colocam a doença como principal causa de morte infantil no país.