Início Noticias Prefeitura nega eventos de rua na Festa da Purificação

Prefeitura nega eventos de rua na Festa da Purificação

85
0
O secretário de Cultura e Turismo de Santo Amaro, Moysés Neto, negou nesta sexta-feira, 21, que a prefeitura vá apoiar ou permitir qualquer evento festivo durante a tradicional Festa da Purificação, com programação entre os dias 23 de janeiro e 2 de fevereiro.
“Está terminantemente proibido evento de rua. Durante os festejos da Purificação, por favor não façam festa na rua. A Polícia Militar vai coibir e o município não vai liberar nenhum tipo de evento nesse sentido”, declarou o secretário, durante transmissão no Instagram, ao reclamar de “fake news” que estariam, segundo ele, circulando no município.
“Estão dizendo que vamos fazer micareta. Não conversamos sobre isso. Estão dizendo também que vamos fazer festa da Purificação. Vamos ter a tradicional novena, que começa dia 23 e termina dia 2. Isso, sim, a gente vai apoiar. O município sempre fez isso. Mas não haverá nenhum tipo de festa profana durante a festa da Purificação, apenas a novena”, reiterou Moysés, ao lado do secretário de Saúde do município, Sérgio Santana.  
 Moysés ressaltou que, a exemplo do que determina o decreto estadual, ainda estão permitidos eventos privados na cidade. “O nosso [decreto] está até um pouco mais rigoroso”, afirmou, ao apontar que a prefeitura estabeleceu como novo limite de público mil pessoas. O governador Rui Costa determinou que, a partir da próxima segunda-feira, 24, só estão liberados eventos com até 1,5 mil pessoas na Bahia.
Na programação oficial da Festa da Purificação, estão previstos eventos religiosos, como missas e novenas. Em 2 de fevereiro, descrito como o “dia festivo”, a programação cita que, “em função da pandemia da Covid-19, ainda não será possível realizar a tradicional Procissão com nossas Imagens de devoção e com a Imagem de Nossa Senhora da Purificação”. “Esta poderá ser visitada no Seu Templo, durante a jornada do grande dia 2 de Fevereiro”, diz o texto.
Durante a transmissão, o secretário de Saúde também negou o fechamento da Santa Casa do município. “A prefeitura tem investido na segurança do paciente, profissionais, medicamentos. Essa central de fake news só vem prejudicar. Muitas pessoas da zona rural perguntando se fechou ou não”, disse Sérgio.
De acordo com o secretário, a estrutura de Saúde tem sido acionada conforme a necessidade, seguindo a curva de casos de covid-19 no município. “Desafio alguém levar mais que 30 minutos para ser atendido. A gente, inclusive, reabriu o gripário hoje pela manhã”, afirmou.